Skip to main content

Tinnitus - Origem dos "zumbidos"

19/03/2014
Artigos
Tinnitus - Origem dos "zumbidos"

Chama-se Tinnitus e é a presença de ruídos vibrantes, sons  sussurrantes ou parecidos com assobios e que apenas quem sofre desta doença ouve num ou em ambos os ouvidos. Mas na realidade, não acontece nada nos ouvidos... e sim no cérebro.

Um estudo recente publicado no jornal The Hearing Review revela que milhares de pessoas são incomodadas por Tinnitus crónico. Numa amostra fornecida por 230 clínicos, foram recolhidos relatos de 60% dos pacientes e 1 em 5 (22%) afirmaram sentir “grande alívio” com o tratamento. Realmente, são boas notícias para qualquer pessoa que sofre de zumbidos nos ouvidos.
 
De onde vêm os barulhos  na cabeça? 
O Tinnitus é ativado por uma atividade aleatória no córtex auditivo, região do cérebro que é responsável pelo processamento do som e de toda a informação auditiva. 
O Tinnitus pode ser causado por traumatismos com origem no ruído, por reações alérgicas e, por vezes, por medicamentos  fortes, podendo tornar-se permanente se a exposição aos  factores  de risco for contínua. De acordo com a Oregon Health Sciences University, 90% dos pacientes com Tinnitus crónico também sofrem de perda de audição. Os pacientes que não procuram ajuda para a sua perda de audição aperceber-se-ão de que há um agravamento desses  zumbidos na cabeça e um dos   maiores problemas é acreditar que o Tinnitus não tem solução. Os zumbidos soam mais alto  do que os sons ambiente nas pessoas com este problema. O estudo conclui que pessoas com zumbidos nos ouvidos devem aconselhar-se junto de  um clínico com conhecimentos em tratamento de Tinnitus com aparelhos auditivos.
 
A maioria das pessoas pode obter alívio agora!
A perda de audição ligeira/moderada leva a que o ouvinte experimente falhas no reconhecimento do som envolvente. Quando há mais barulho, esta redução dos sons faz com que aqueles barulhos pareçam aumentar de intensidade. Este estudo documenta as melhoras obtidas pela prescrição de aparelhos auditivos programados com algorítmos específicos. O tratamento implica fazer uma consulta auditiva. O aumento da amplificação do som de baixa frequência e a redução da potência máxima do aparelho, permite relegar o Tinnitus para segundo plano em relação a todos os outros sons ambiente. O simples facto de retirar importância ao Tinnitus provoca alívio à maioria dos pacientes.
 
Consulte um especialista e informa-se acerca dos instrumentos de audição programáveis disponíveis para o ajudar.
Agende já a sua consulta gratuita.

Guia da Audição GRÁTIS
Os seus dados:

Sliding banner form

Preencha o formulário e receba o Guia da Audição MiniSom GRÁTIS!

No Guia da MiniSom “Oiça tudo o que gosta” vai descobrir informações úteis sobre a audição.
Explore os variados temas e esclareça todas as dúvidas sobre:guia-audicao_sliding-banner.png

  • O sistema auditivo.
  • Os sinais da perda auditiva.
  • O processo de reabilitação auditiva.
  • Como escolher o aparelho auditivo mais indicado.

Comece já a viver em pleno uma melhor e mais perfeita audição.