O que é a doença de Ménière?

Doença de Ménière e seu impacto na audição

Descoberta em 1861 pelo Dr. Prosper Ménière, a doença de Ménière aparece normalmente entre os 40 e 60 anos. É uma doença progressiva que costuma piorar com o tempo. Embora não seja fatal, a doença de Ménière afeta o ouvido interno e, portanto, afeta a audição. No entanto, existem soluções para aliviar as pessoas que sofrem desta patologia.

A Doença ou Síndrome de Ménière, também designada por hidropsia endolinfática, é um distúrbio crónico no ouvido interno que causa, principalmente, vertigens, perda auditiva e zumbidos. Esta doença acontece quando, por motivos ainda desconhecidos, ocorre um aumento anormal do volume de endolinfa no ouvido interno que, por sua vez, faz subir a pressão interna do labirinto e distender as suas paredes. Os sinais auditivos enviados para o cérebro tornem-se então imprecisos e, como consequência, surgem os sintomas da doença.

Sinais e sintomas da doença de Ménière

A variedade de sintomas e o seu carácter imprevisível tornam muito perturbadora esta doença, que tem sempre um forte impacto na qualidade de vida das pessoas afetadas.

Os sintomas da doença de Ménière são muito variados e flutuantes. De entre os principais constam:

  • Vertigens e tonturas intensas, que podem durar minutos a horas.
  • Náuseas e vómitos, em consequência das vertigens e tonturas prolongadas.
  • Perda de audição temporária, normalmente nas frequências baixas.
  • Zumbido, acufenos ou tinnitus.
  • Sensação de ouvido entupido.
  • Incapacidade de caminhar em consequência das vertigens ou da perda de audição.
  • Não tão frequentes: episódios de ansiedade, alterações do apetite, dificuldade de concentração, fadiga, cefaleias, tensão muscular, palpitações e alterações em termos da visão.

Causas e grupos de risco

As causas da Doença de Ménière ainda não são totalmente conhecidas, mas os investigadores desconfiam que a mesma pode estar relacionada com problemas metabólicos e auto-imunes, com doenças como diabetes, hipertensão e enxaqueca ou mesmo com erros alimentares que cometemos ao longo da vida.

Pessoas na faixa dos 40 a 50 anos são as mais prováveis vítimas da Doença de Ménière, que pode, contudo ocorrer em qualquer idade, mesmo em crianças. Na maioria dos casos, ela afeta apenas um dos ouvidos.

Tratamento da doença de Ménière

Infelizmente, ainda não há uma cura efetiva para a doença de Ménière. Contudo, existem tratamentos para a maioria dos seus sintomas. Através da administração de um conjunto de medicamentos pretende-se, por um lado, reduzir a gravidade dos sintomas da doença de Ménière e por outro, reduzir a frequência entre surtos.

Para tratamento da doença a longo prazo recomenda-se:

  • Dieta equilibrada com redução do consumo de álcool, cafeína e sódio.
  • Prática regular de exercício físico.
  • Terapia de reabilitação vestibular, com o objetivo de ajudar o organismo a maximizar o seu equilíbrio.
  • Utilização de aparelhos auditivos às vezes são essenciais para pessoas com perda auditiva significativa. Além de ajudar a restaurar uma boa audição, os aparelhos auditivos também têm um impacto positivo no cérebro porque o estimula a manter as funções cognitivas. 
Agende a sua consulta gratuita

Não hesite em entrar em contato com um centro auditivo Minisom mais próximo, para esclarecer as suas dúvidas sobre aparelhos auditivos e a doença de Ménière. 

Marcar consulta

Descubra como está a sua audição

Marque uma consulta auditiva gratuita

Agendar agora

Faça um teste auditivo online

Iniciar teste

Encontre o centro auditivo mais próximo

Procurar centro