Chegámos ao Cacém! Visite-nos e faça o seu Rastreio Auditivo Gratuito. Agendar Rastreio Auditivo

Viajar com os seus aparelhos auditivos

Em viagem ou de férias com aparelhos auditivos

Se é utilizador de aparelhos auditivos e tem de viajar por qualquer motivo, saiba que não precisa de se preocupar. Deslocar-se para fora do seu ambiente habitual com os aparelhos auditivos é algo natural e não precisa de ser assustador. Confira as nossas dicas, prepare tudo com antecedência e usufrua da sua viagem com toda a serenidade.

Dicas para uma viagem descansada

Saiba que planear todos os preparativos da viagem com antecedência o ajudará a evitar quaisquer problemas potenciais mais tarde. Assim, confira estas nossas dicas para uma viagem mais tranquila e sem incidentes.

Verifique o funcionamento

Verifique com antecedência o estado dos seus aparelhos auditivos. Antes de viajar certifique-se que eles estão a funcionar corretamente. Caso necessite, solicitando que sejam verificados num centro auditivo Minisom

Não se esqueça de os carregar antes de viajar

Se já tiver aparelhos auditivos recarregáveis, não se esqueça de os carregar antes de viajar e de colocar o carregador na mala de viagem. Procure saber se o país de destino tem a mesma voltagem elétrica que a sua e se as tomadas ou fichas são iguais. Caso não sejam, compre os respetivos adaptadores antes de viajar.

Coloque coisas importantes na bagagem de mão

Leve todo o equipamento auditivo que necessitar consigo. Isso inclui pilhas extra ou o carregador, filtros e produtos de limpeza adequados para aparelhos auditivos.

Viajar de avião

Se viajar de avião, não hesite em falar com a equipa de bordo sobre a sua perda auditiva. Algumas companhias aéreas disponibilizam equipamentos para ajuda auditiva e poderá também ter direito a lugares preferências. Esteja também ciente que os aparelhos auditivos podem ser utilizados nos pontos de verificação de segurança dos aeroportos e permanecer ligados durante o voo.

Não hesite em informar sobre a sua perda auditiva

Não hesite em informar os seus interlocutores sobre a sua perda auditiva. Por exemplo, se tiver dificuldade em ouvir um bater na porta, um telefone ou o despertador é importante notificar a equipa do hotel para que eles possam tomar as medidas necessárias.

Use os antigos mapas

Use os antigos mapas, ter um à mão tornar mais fácil encontrar o seu caminho ou pedir direções, especialmente se viajar para locais onde possa ter dificuldade em entender a língua local. 

Onde poderá arranjar os seus aparelhos

Informe-se sobre os locais mais próximos do seu destino onde poderá arranjar os seus aparelhos auditivos em caso de avaria ou comprar novos se os perder. A Minisom é uma empresa do Grupo Amplifon, que tem centenas de centros auditivos espalhados pelo mundo inteiro.

Altitude e a pressão nos ouvidos

As viagens de avião ocorrem em grandes altitudes, normalmente em torno dos 10.000 metros. Para evitar que os passageiros se sintam mal, as cabines dos aviões são pressurizadas como se estivéssemos a uma altitude equivalente aos 2.000 metros acima do nível do mar.  Normalmente, as pessoas conseguem suportar bem a mudança de pressão até determinados níveis, mas mesmo assim podem acontecer problemas nos ouvidos sempre que se viaja de avião ou vamos subindo montanhas.

Saiba que dentro do ouvido médio, a pressão é normalmente àquela que está fora do nosso corpo. Assim, sempre que a pressão desce, cria-se uma diferença de pressão entre o ouvido médio e o ambiente exterior. Esta situação bloqueia a trompa de Eustáquio e pode provocar a sensação de ouvido tapado ou uma complicação chamada de barotrauma. Sempre que isso acontece, a pessoa sente uma pressão forte dentro do ouvido e, por vezes, dor. Neste caso será necessário “desentupir” os ouvidos.

Que medidas se devem tomar para prevenir?

O risco pode ser reduzido com manobras que promovam a abertura da trompa de Eustáquio, como por exemplo, através da ativação dos músculos da mastigação e da deglutição ou do aumento forçado suave da pressão da nasofaringe. Siga estes nossos conselhos para prevenir, ou resolver esta situação: 

  • Mobilize a musculatura de mastigação e deglutição (mastigar e deglutir algum alimento, uma pastilha, beber pequenas quantidades de líquidos). As crianças devem ingerir líquidos.
  • Manobra de Valsalva (expiração suavemente forçada, com a boca fechada e os dedos comprimindo o nariz).

E se os ouvidos não “desbloquearem”?

Se algumas horas depois de sair do avião ou de descer a montanha os seus ouvidos continuarem “bloqueados” ou a dor persistir, deve consultar um médico otorrinolaringologista o mais rapidamente possível. 

Todas as informações contidas neste texto possuem um caráter informativo, não substituindo, em hipótese alguma, as orientações do seu audiologista ou médico.

Descubra como está a sua audição

Marque uma consulta auditiva gratuita

Agendar agora

Faça um teste auditivo online

Iniciar teste

Encontre o centro auditivo mais próximo

Procurar centro
Store non trovato

A Minisom está perto de si! Descubra mais 100 centros Minisom em Portugal

Venha a um centro Minisom e verifique sua audição gratuitamente e sem compromisso.