Skip to main content

Amplificador auditivo ou aparelho auditivo?

15/04/2019

 

Amplificadores auditivos e aparelhos auditivos são duas coisas muito diferentes e após a leitura deste artigo vai ficar a saber a verdade por trás do jogo de palavras.

Equipamentos para melhorar a audição podem ser hoje encontrados com muita facilidade em jornais e revistas, na caixa do correio, na internet e até mesmo na televisão em horário nobre. Todos prometem melhorar a audição do seu utilizador, alguns ao preço de um simples almoço ou até mesmo gratuitamente, à distância de um telefonema.

O mercado está inundado por uma série de equipamentos que prometem melhorar a audição dos portugueses. Mas, desengane-se.

O equipamento recomendado para a correção e reabilitação da perda de audição é o “aparelho auditivo”.

Esta é a combinação de palavras que deve fixar, aparelho auditivo, e que, supostamente, só poderá ser utilizada pelas empresas da especialidade. Outras combinações de palavras para designar este mesmo equipamento são trocadilhos que algumas empresas utilizam induzir ao engano as pessoas menos informadas.

Eis alguns exemplos de combinação de palavras das quais deve fugir: Amplificador Auditivo, Amplificador de Som ou até Amplificador de Voz.

Para além da colossal diferença em termos da qualidade e tecnologia entre um aparelho auditivo e um amplificador auditivo, este último amplia o som na sua totalidade, independentemente das frequências que estejam em perda. É como que rodar um botão para aumentar o volume do som em igual medida, pondo claramente em causa a saúde auditiva dos seus utilizadores.

Ao invés, um aparelho auditivo é totalmente parametrizado, por um audiologista, para a perda específica do utilizador por forma a corrigir a perda auditiva nas exatas frequências e intensidades que necessite.

Lembre-se, apenas o aparelho auditivo é indicado para quem tem perda auditiva. Os amplificadores auditivos apenas têm como função aumentar todas as frequências de som por igual de forma exagerada, não sendo de todo o equipamento indicado para pessoas com perda de audição!

Descubra as diferenças

AMPLIFICADOR AUDITIVO 
AMPLIFICADOR DE SOM
AMPLIFICADOR DE VOZ

APARELHO AUDITIVO

Não são considerados equipamentos médicos e não carecem de regulamentação legal. É classificado como dispositivo médico, é regulamentado e indicados para a perda de audição
Amplificam o som na globalidade, independentemente das suas diferentes frequências. Não permitem programações ou ajustes para as necessidades do utilizador Permite programar de acordo com as necessidades  do seu utilizador, em termos do volume e da frequência do som.
Tecnologia rudimentar e ultrapassada. Integra tecnologia recente e alguns modelos já têm a capacidade de se adaptar automaticamente às condições do exterior.
São difíceis de se adaptar adequadamente à orelha, podendo gerar dores e desconforto físico no ouvido. São desenvolvidos com um design ergonômico e permitem adaptações sob medida para o conduto auditivo do utilizador.
Compostos por materiais de qualidade muitas vezes duvidosa. Materiais de alta qualidade, antialérgicos e resistentes a bactérias.
Não são compatíveis com nenhum outro equipamento do dia-a-dia. São compatíveis com a utilização de tecnologia de apoio à audiçãooutros equipamentos e acessórios, incluíndo televisão ou telemóvel. 
Não oferecem assistência técnica e as garantias são muito questionáveis. Oferecem serviços de assistência técnica e garantia de fabrico por um período mínimo de 2 anos.

 


Precisa de informação personalizada sobre aparelhos auditivos

Os nossos audiologistas estão do seu lado e podem ajudar! Agende já a sua consulta gratuita ou telefone para o número grátis 800 100 210.

MARCAR CONSULTA