Chegámos a Espinho! Faça já a sua Consulta Auditiva Gratuita. Agendar Aqui

Os ginásios e a música muito alta!

Estudos demonstram que ginásios com música alta podem comprometer seriamente a saúde auditiva.
Mar, 17, 2018

Um estudo recente concluiu que a probabilidade de sofrer de perda auditiva precoce aumenta no caso dos instrutores e praticantes de alguns desportos indoor, nomeadamente em contexto de ginásios. A exposição a níveis de decibéis muito elevados num período temporal acima do recomendado, bem como a utilização frequente de auscultadores durante o treino pode ter como consequência direta a perda de audição por trauma acústico.

A AGAP - Associação de Ginásios de Portugal revelou que, em 2012, foram dispensados mais de 33% dos colaboradores dos ginásios, levando a acumulação de aulas (consequentemente, de exposição ao ruído) dos instrutores. A AGAP revelou, ainda, que cerca de 4,7% dos portugueses frequentam estes espaços desportivos, sendo esta a percentagem de população que, após os instrutores, apresenta um maior risco de sofrer com o impacto auditivo destas modalidades.

Verifique periodicamente a sua audição. Marcar consulta

Numa aula de 60 minutos, os participantes estão expostos a um ruído que pode atingir um pico de 118,6 decibéis, ou seja, 48% acima do recomendado (80 decibéis). O tempo máximo a que devem estar expostos continuamente a este pico de volume, sem consequências a nível auditivo, é cerca de 21 minutos - menos de metade do tempo avaliado. O perigo de perda auditiva aumenta quando considerado o impacto da música numa aula de 40 minutos, onde o pico atinge os 130,60 decibéis - 63% acima do recomendado. 

"Devido à sua atividade profissional, os instrutores de RPM e Cycle estão ainda mais expostos ao ruído que os próprios alunos: a grande maioria leciona entre uma a duas destas aulas por dia, três a quatro vezes por semana, com um tempo de duração entre os 30 e os 50 minutos. Estes níveis de ruído excessivo podem ser ainda mais elevados dependendo do espaço da sala de aula e da tipologia de materiais que a rodeiam (paredes, portas…). É necessário consciencializar profissionais e frequentadores destes espaços desportivos que devem ser tomadas medidas preventivas, nomeadamente, a utilização de protetores auditivos", explica ainda Pedro Paiva, Audiologista da Minisom.

Anterior
Próximo

Notícias & Blog

Fique a par das últimas notícias sobre o mundo da audição.
Saiba mais

Descubra como está a sua audição

Marque uma consulta auditiva gratuita

Agendar agora

Faça um teste auditivo online

Iniciar teste

Encontre o centro auditivo mais próximo

Procurar centro
Store non trovato

A Minisom está perto de si! Descubra mais 100 centros Minisom em Portugal

Venha a um centro Minisom e verifique sua audição gratuitamente e sem compromisso.