Chegámos ao Cacém! Visite-nos e faça o seu Rastreio Auditivo Gratuito. Agendar Rastreio Auditivo

Gestão emocional da perda de audição

Conheça as fases inerentes à gestão da perda auditiva e as estratégias para lidar com esta mudança.
Jul, 25, 2023

Reconhecer a perda de audição

A negação da perda auditiva é, sem dúvida, a primeira barreira para aqueles que começam a apresentar os primeiros sintomas da perda de audição. Aceitar que não ouvimos bem não é fácil, pois implica reconhecer uma perda de capacidades, em muitas ocasiões relacionada com a idade - presbiacusia.

O primeiro passo será processar e gerir a perda de audição, reconhecer que existe e agir em conformide.

Primeiros sinais da perda auditiva

À medida que o nosso corpo envelhece, a audição também se deteriora. Apesar de fazer parte do ciclo natural da vida, a perda de audição traz consigo mudanças significativas na vida das pessoas que, a maior parte das vezes, demora a aceitar e a procurar soluções para voltar a ouvir tudo novamente.

A verdade é que cada pessoa tem seu próprio tempo para assimilar e aceitar a sua perda auditiva e sentimentos de tristeza, de angústia, medo ou preocupação que possam surgir são perfeitamente normais.

A boa notícia é que existem soluções auditivas eficazes para a maioria das perdas de audição, graças à utilização de aparelhos auditivos ou de implantes cocleares. Ambas soluções com tecnologia muito sofisticada, disponíveis numa vasta variedade de tipologias e modelos.

Os nossos audiologistas podem ajudar em todo o processo.

As fases inerentes à gestão emocional da perda de audição

Negação e minimização da perda auditiva

Por regra, quando nos apercebemos dos primeiros sintomas da perda de audição e nos é diagnosticada perda auditiva surge o primeiro desafio: o reconhecimento do problema!

Qualquer mudança em termos da nossa saúde é assustadora e nestas circunstâncias, algumas pessoas tendem a relativizar, ou até mesmo a desvalorizar, a sua perda de audição.

Muitas vezes justificando que são pequenas perdas, que os outros falam baixo ou que o ruído não lhes permite ouvir corretamente. Desenganem-se! A perda auditiva é real e o atraso na reabilitação só pode agravar o problema.

Frustração e aceitação

Como as pessoas com perda auditiva continuam a ouvir mal, e a tendência é que a situação piore, elas irão acabar por perceber que a perda de audição condiciona as suas atividades diárias, a sua vida pessoal, social e profissional.

Mais tarde ou mais cedo, podem mesmo sentir uma frustração permanente podendo, em alguns casos, conduzir a episódios de isolamento e de depressão.

Por fim, após a luta interna, a pessoa acaba por aceitar a sua condição e perceber que a perda de audição tem cura.

Nessa altura, procurará ajuda. Invariavelmente, a primeira resposta passará por um audiologista que irá guiar a pessoa na escolha dos aparelhos auditivos mais adequado às suas necessidades específicas.

Audiologista num centro auditivo

Atendimento personalizado completo

Os melhores ativos da Minisom são os seus clientes. Conquistar a sua confiança é algo que nos motiva a melhorar a cada dia. Oferecer um atendimento personalizado, esclarecer todas as suas dúvidas e acompanha-lo em todo o processo de reabilitação auditiva são os eixos que marcam o nosso atendimento.

Anterior
Próximo

Notícias & Blog

Fique a par das últimas notícias sobre o mundo da audição.
Saiba mais

Descubra como está a sua audição

Marque uma consulta auditiva gratuita

Agendar agora

Faça um teste auditivo online

Iniciar teste

Encontre o centro auditivo mais próximo

Procurar centro
Store non trovato

A Minisom está perto de si! Descubra mais 100 centros Minisom em Portugal

Venha a um centro Minisom e verifique sua audição gratuitamente e sem compromisso.