Mitos sobre aparelhos auditivos e a perda de audição

Apr, 08, 2022

Mitos

Existem muitos conceitos errados sobre aparelhos auditivos, neste artigo desmascaramos 8 dos mais frequentes!

1. Os aparelhos auditivos são para os idosos.

Hoje em dia os aparelhos auditivos são utilizados por pessoas de todas as idades. A crescente exposição ao ruído e a falta de proteção auditiva (em locais de trabalho, concertos, etc.) estão a contribuir para um número cada vez maior de adolescentes e jovens adultos que sofrem de perda auditiva.

Os aparelhos auditivos modernos adaptaram-se naturalmente a este novo grupo-alvo, que é muito sensível às evoluções da tecnologia.

Os modelos de aparelhos auditivos da Minisom incluem Bluetooth, várias funcionalidades inteligentes, são compatíveis com smartphones (por exemplo, Apple e Android) e até já podem ser personalizados e configurados através de uma APP.

2. É muito cedo para usar um aparelho auditivo.

Acha que enquanto vai conseguindo ouvir razoavelmente bem, não precisa de se preocupar com a sua perda auditiva?

Errado. Quanto mais tempo esperar, mais difícil pode ser depois recuperar e melhorar a sua audição. Quando sentimos dificuldades em ouvir, a capacidade do nosso cérebro reconhecer o som vai diminuindo ao longo do tempo.

Os aparelhos auditivos podem ajudar a reeducar o seu cérebro para reconhecer o som de uma forma mais intensa e próxima do real, pelo que quanto mais demorar a tomar uma ação corretiva, mais tempo o seu cérebro demorará depois a ajustar-se.

É por isso que colmatar a perda auditiva utilizando aparelhos auditivos, desde cedo, é a sua melhor aposta e a atitude correta a tomar.

3. A perda auditiva ocorre só por envelhecimento.

O envelhecimento e a exposição excessiva ao ruído não são as únicas causas de problemas ao nível da saúde auditiva. Embora seja uma boa ideia manter um volume mais reduzido nos seus auscultadores e ficar um pouco mais longe de colunas e amplificadores num concerto ou espetáculo, fazê-lo pode não impedir a perda de audição.

Ruídos altos, pressão atmosférica e traumas ou ferimentos nos ouvidos ou cabeça também podem causar danos.

Além disso, existem muitas outras causas comuns da perda de audição. Estes incluem hábitos de estilo de vida como má alimentação e tabagismo, condições genéticas e algumas outras patologias clínicas.

4. A perda auditiva leve não é ​​prejudicial.

Na maior parte das pessoas, a perda de audição é um processo gradual que não acontece da noite para o dia. Mas saiba que, por exemplo, uma pessoa que já não consegue ouvir o tiquetaque de um relógio já é considerada como tendo uma perda de audição.

Se achar difícil acompanhar conversas em grupo ou com ruído de fundo (por exemplo, em restaurantes ou na rua), ou se já não puder desfrutar da sua música favorita no mesmo volume que antes, então há uma grande probabilidade de já ter uma perda de audição.

Se não for tratada, a perda auditiva pode ter um grande impacto na saúde mental das pessoas. Em alguns casos, os sentimentos de isolamento social podem levar à depressão e a outras questões problemáticas que podem ter efeitos de longo prazo.

Para além das questões de saúde mental, a diminuição auditiva pode causar stress, dores de cabeça e tensão muscular e também potencialmente aumentar as suas hipóteses de desenvolver perda de memória ou demência.

5. Usar aparelho auditivo pode piorar a audição.

Os aparelhos auditivos podem restaurar a sua audição a um nível considerado normal e ajudam a pessoa a distinguir sons nos mais diversos ambientes e circunstâncias do dia a dia.

Contudo, o sucesso dos aparelhos auditivos depende da gravidade da perda auditiva, do ajuste adequado e da capacidade de adaptação da pessoa aos equipamentos.

Quando começamos a usar um aparelho auditivo podemos estranhar os sons. Isto acontece porque o cérebro tem de se adaptar a um estímulo novo e diferente e precisa de reinterpretar os sinais sonoros.

Com o passar do tempo, ao insistir no uso do aparelho auditivo, o cérebro acaba por se adaptar e passa a atribuir um tom mais natural aos sons. 

6. Os aparelhos são volumosos e difíceis de usar.

À semelhança dos computadores e telemóveis, os aparelhos auditivos registaram uma grande transformação nos últimos anos. Os mais recentes desenvolvimentos tecnológicos tornaram possível a produção de aparelhos auditivos mais pequenos e elegantes.

Existem no mercado soluções atrás da orelha leves e confortáveis e dispositivos intra-auriculares miniatura quase invisíveis como o ampli-mini, que são verdadeiras maravilhas tecnológicas.

O design também foi modernizado ao longo dos anos: o velho bege baço foi substituído por uma variada gama de cores capazes de transformar os pequenos aparelhos auditivos em verdadeiros acessórios de moda.

Todos estes fatores contribuem para o facto de, hoje em dia, os aparelhos auditivos poderem ser usados com grande facilidade.

Aparelhos auditivos volumosos e feios? Isso é uma coisa do passado.

7. Tenho vergonha de usar aparelhos auditivos.

Não há razões, nem faz qualquer sentido, ter vergonha quando se trata de usar aparelhos auditivos - eles são acessórios que ajudam a melhorar a qualidade de vida das pessoas, tal como os óculos fazem pela visão!

Felizmente, ao longo dos anos, a nossa sociedade tem vindo a reduzir o estigma do uso de aparelhos auditivos e estamos a assistir a uma clara mudança. A perda de audição e o processo de envelhecimento, que lhe está frequentemente associado, já não são tabu, servem mesmo como fonte de inspiração.

Um aparelho auditivo já não é um objeto de vergonha, mas um acessório como outro qualquer. Atualmente, existem muitos aparelhos auditivos que são praticamente invisíveis que podem ser colocados atrás da orelha ou mesmo dentro do canal auditivo.

8. Os aparelhos auditivos são muito caros.

Tal como outros dispositivos de última geração, os aparelhos auditivos estão disponíveis em várias gamas de preços. Em todas as categorias de preços de aparelhos auditivos, mesmo entre os mais baratos, os disponibilizados pela Minisom são de boa qualidade e estão bem equipados em termos tecnológicos.

Além disso, há possibilidades de financiamento com condições especialmente atrativas. Os audiologistas da Minisom terão todo o prazer em lhe fornecer informações mais detalhadas, bem como a possibilidade de obter comparticipações na compra dos seus aparelhos auditivos. 

Marque uma consulta

A audição é um sentido precioso, que deve cuidar sempre muito bem. Se desconfia que tem perda auditiva, saiba que os audiologistas da Minisom possuem equipamentos de última geração capazes de avaliar com precisão o estado da sua saúde auditiva.

Os exames e o diagnóstico final são gratuitos.

Quero uma consulta grátis
Senhora com tablet na mão dentro da cozinha
Anterior
Próximo

Notícias & Blog

Fique a par das últimas notícias sobre o mundo da audição.
Saiba mais

Descubra como está a sua audição

Marque uma consulta auditiva gratuita

Agendar agora

Faça um teste auditivo online

Iniciar teste

Encontre o centro auditivo mais próximo

Procurar centro